O padre (I)

Ao longo deste ano sacerdotal, muito se tem falado do padre.

O padre deve ser assim, deve ser assado, deve fazer isto, deve fazer aquilo. Toda a gente tem uma opinião sobre o que é e como deve ser, como deve agir o padre.

Contudo parece-me que muito pouca gente procurou, antes de opinar (e há opiniões para todo o gosto) saber o que está no fundamento e na origem do padre.

Muitos esquecem que o ser padre é antes de mais um sacramento.  O padre vive todos os dias o Sacramento da Ordem que recebeu, que não é mero complemento ao Batismo. O Sacramento da Ordem é algo novo, diferente do Batismo. Está sem dúvida ligado ao Batismo, inclusivamente, está em ordem a servir o Batismo dos outros, mas é algo novo.

Por isso, parece-me que discutir-se o que é o padre sem se referir o sacramento que este recebe, e aquilo que lhe é pedido que seja e faça a quando da recepção desse sacramento parece ficar longe da questão essencial do que é o padre.

Ao olharmos a celebração de ordenação de um padre, encontramos no seu seio seis perguntas a que o futuro padre deve responder com sinceridade (e para ser ordenado deve responder afirmativamente, se não concordar deve dizer que não, e não será ordenado) e a Oração de Ordenação.

Parece-me que aqui encontramos o essencial daquilo que é e deve ser o padre.

Nas perguntas:

  • Queres exercer sempre o ministério do sacerdócio no grau de presbítero, como zeloso cooperador da Ordem dos Bispos, apascentando a grei do Senhor sob a acção do Espírito Santo?
  • Queres exercer digna e sabiamente o ministério da palavra, na pregação do Evangelho e na exposição da fé católica?
  • Queres celebrar com fé e piedade os mistérios de Cristo, segundo a tradição da Igreja, para louvor de Deus e santificação do povo cristão, principalmente no sacrifício da Eucaristia e no Sacramento da reconciliação?
  • Queres implorar, juntamente connosco, a misericórdia divina para o povo a ti confiado, cumprindo sem desfalecer o mandato de orar?
  • Queres unir-te cada vez mais a Cristo, Sumo Sacerdote, que por nós Se ofereceu ao Pai como vítima santa, e com Ele consagrar-te a Deus para salvação dos homens?
  • Prometes-me a mim, e aos meus sucessores, reverência e obediência?

Parece-me que aqui já temos muito espaço para refletir sobre aquilo que é, e o que é pedido que seja o padre.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s